Gambira – Dicas de Compras, Cursos, Concursos e muito mais.

Como abrir e montar uma loja de roupas

Por com 0 Comentário

Como Abrir e Montar uma Loja de Roupas, veja dicas e truques para facilitar a abertura de uma loja de roupas e começar o seu negocio corretamente.

Informações Sobre Como Abrir e Montar uma Loja

Pode parecer algo simples, mas para saber Como Abrir e Montar uma Loja há diversas coisas a se pensar. A primeira é definir qual será o público alvo, pode-se fazer tal decisão a partir do gênero (masculino ou feminino), idade, tamanhos, estilo clássico, estilo moderno, enfim, inúmeras são as escolhas.

Definido o tipo e estilo das roupas que se comercializarão, é preciso fazer uma pesquisa sobre locais e preços para a compra das roupas que serão revendidas a não ser que se pretenda trabalhar com uma confecção própria.

Cuidados e Dicas

Definido isso, será necessário uma pesquisa sobre o local da loja, para, daí, partir para as questões burocráticas.

Primeiramente deve-se firmar uma sociedade com alguém, para assumir um Contrato Social (que deve ser entre, pelo menos, duas pessoas), esse contrato social é importante para que a loja seja uma LTDA – se por acaso vão à falência, o governo tem direito aos direitos empresariais e pessoais dos responsáveis pelos estabelecimentos que não são LTDA.

Precisa-se, então, decidir o nome da loja e conferir em uma Junta Comercial ou em um Registro Civil das Pessoas Jurídicas (rcpj) se já não existe alguma outra com o nome desejado.

Posteriormente, será preciso fazer um registro de Alvará para a loja, esse registro é municipal, concomitante a este, será preciso o registro federal, CNPJ, que pode ser feito no site da receita federal. Para se efetuar tais registros, é importante estar com o IPTU do prédio comercial em mãos e em dia.

Partes Burocráticas

Para validar todos os registros anteriores, fazem-se necessários os cadastros no INSS e FGTS. Em caso de se ter funcionários, é indispensável que eles sejam registrados. Indispensável também é uma encomenda de Notas Fiscais específicas para o estabelecimento, além de Caderno de Registros, Livro de Fiscalização de Trabalho, dentre outros livros obrigatórios.

Por fim, não se pode esquecer de requerer ao corpo de bombeiros uma inspeção do local, para saber se ele está apto a ser um estabelecimento comercial.

Outras duas questões não burocráticas, mas de suma importância são: escolher, como sócio, alguém de confiança e ter um capital inicial confiável, pois, os lucros vêm a longo prazo. Indica-se sempre que se contrate um contador para a resolução das questões burocráticas.

Assinar

Gostou desse artigo? Então se inscreva e receba várias novidades.

Escrever um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Top